Alimentação, esporte e saúde

logo-nutricao

O que é a Nutrição?

O trabalho de Nutrição que desenvolvemos se constitui, basicamente, de um longo processo de educação alimentar, em que oferecemos condições adequadas para a formação de hábitos alimentares mais saudáveis, pois, além de ser a alimentação uma das necessidades vitais do ser humano, também atua como fator de prevenção de doenças e promoção de saúde.

Ao ingerir uma alimentação balanceada, variada e ajustada às suas necessidades, a criança estará criando condições para um melhor desempenho de suas atividades físicas diárias, bem como garantindo uma qualidade de vida melhor.

Cardápio e avaliação alimentar para horários integrais
Nosso cardápio consiste de alimentos variados e naturais, baseados sempre na safra. Procuramos oferecer preparações que atendam às necessidades das crianças, contribuindo com o processo de mastigação e educação alimentar. Serão 04 cardápios diferentes a cada três meses. Após o último cardápio, repetiremos o primeiro da sequência e assim sucessivamente, compondo novamente a série de 04 cardápios.

Os responsáveis receberão uma cópia dos cardápios e poderão acompanhá-los semanalmente. Todos os alimentos são colocados no prato separadamente, para que o aluno possa identificá-los e para que os profissionais possam fazer a avaliação alimentar. Cada refeição é avaliada separadamente, seguindo na agenda escolar o que foi ingerido e sua porção quantitativa.

Assuntos gerais

  1. Caso o aluno siga um regime alimentar diferente do apresentado pela escola, deverá ser analisado pelo setor de Nutrição, para checagem da viabilidade de tal dieta e seu acompanhamento.
  2. Se o aluno não estiver acostumado ao cardápio da escola, será feita uma avaliação seguida de adaptação à alimentação oferecida.
  3. Para qualquer dúvida ou esclarecimento, favor marcar na secretaria uma entrevista com a nutricionista da escola.

 


logo-pediatria

Por estarmos com seu filho em nosso convívio, gostaríamos de esclarecer sobre a rotina de nossa escola e nos colocar à sua disposição para o esclarecimento de quaisquer dúvidas.

A atuação do serviço médico de Pediatria é voltada à prevenção e observação de manifestações anormais na saúde das crianças, respeitando a conduta médica orientada pelos pediatras particulares, mas com autonomia para realizar as primeiras medicações ou medicações de emergência, com base nas orientações da ficha médica individual do aluno, preenchida pelos responsáveis.

ORIENTAÇÕES E CONDUTAS DA PEDIATRIA / MEDICINA PREVENTIVA


  1. Os medicamentos prescritos pelos pediatras particulares devem vir anotados na agenda quanto à dosagem, horários e possíveis reações visando, com essa exigência, evitar riscos na má administração dos mesmos.
  2. Como conduta precípua, procedemos a higienização de todo o material do lactário e dos brinquedos que podem ir à boca.
  3. Na Oficina da Criança temos sistema de filtragem central de água, que proporciona água filtrada em todas as dependências do prédio escolar.
  4. Controle do estado de saúde dos funcionários e cobrança na higienização das mãos, após a troca de fraldas, no Berçário e Educação Infantil.
  5. Afastamento temporário de qualquer criança ou funcionário com alguma doença infectocontagiosa, só sendo permitido o retorno com o atestado de alta do pediatra particular ou clínico.
  6. Exame de crianças que estão apresentando qualquer intercorrência, com alerta aos pais que entrem em contato com o respectivo pediatra, para consulta e orientação.
  7. Em casos de acidentes ocorridos com as crianças dentro do espaço escolar, a comunicação com a família será imediata e o aluno será encaminhado ao atendimento que se fizer necessário.

OBS: ENTENDEMOS QUE QUANTO MAIS RÍGIDOS FORMOS NA EXIGÊNCIA DESSAS MEDIDAS, MAIS SAUDÁVEL SERÁ O AMBIENTE QUE SEU FILHO ESTARÁ FREQUENTANDO.

 


 

A importância da educação física escolar

Muitas foram as visões que, ao longo do tempo, se teve em relação à disciplina educação física, no contexto escolar. Ela já teve um caráter militarista, preocupada em formar corpos fortes e saudáveis, já foi uma disciplina meramente calistênica, voltada para a aptidão física, já foi esportivista, tendo como única preocupação o desenvolvimento dos esportes mais tradicionais. Nota-se que, em nenhuma dessas fases, houve alguma preocupação com a individualidade dos alunos, privilegiando àqueles com maior habilidade e capacidade física, fato esse que desestimulava e, muitas vezes, excluía aqueles menos habilidosos da participação nas aulas de educação física.

Atualmente, temos uma visão muito mais ampla do que seja o papel da educação física escolar. Sua principal função é integrar o aluno à cultura corporal de movimento. Segundo os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs), “A cultura corporal é um conjunto de valores relativos ao corpo e ao movimento que envolve ética desportiva, ocupações e práticas de lazer, expressão corporal, conhecimento cientifico, produção da mídia, equipamentos e outros”.

Nesse novo contexto, ampliou-se o leque de alternativas para a ação pedagógica da educação física, que passou a explorar atividades como jogos, brincadeiras, esportes, dança, lutas, esportes radicais e tantas outras atividades que possam propiciar ao aluno a exploração do corpo e do espaço, aliando-se a isso a preocupação em transmitir conhecimentos sobre a saúde, assim como trazendo à tona várias reflexões de âmbito cultural, social, histórico etc.

Dessa forma, passamos a ter uma educação física que vai muito além de desenvolver o gesto motor, mas que se preocupa em propor atividades que respeitem a individualidade do aluno, assim como respeite a fase de desenvolvimento de cada um, oportunizando e potencializando o aprendizado a todos, e não de forma seletiva.

Ricardo Ralha Lopes
Coordenador de educação física e esportes.

CLOSE
CLOSE